Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

 

                                                    

 


Afinal o que importa não é a literatura nem a crítica de arte nem a câmara escura 
Afinal o que 
importa não é bem o negócio 
nem o ter dinheiro ao lado de ter horas de ócio 
Afinal o que 
importa não é ser novo e galante 
- ele há tanta maneira de compor uma estante 
Afinal o que 
importa é não ter medo: fechar os olhos frente ao precipício 

e cair verticalmente no vício 
Não 
é verdade rapaz? E amanhã há bola 
antes de haver cinema madame blanche e parola 
Que afinal 
o que importa não é haver gente com fome 
porque assim como assim ainda há m
uita gente que come 

Que afinal 
o que importa é não ter medo 
de chamar o gerente e dizer muito alto ao pé de muita gente: 
Gerente! Este leite está azedo! 
Que afinal 
o que importa é pôr ao alto a gola do peludo 
à saída da pastelaria, e lá fora – ah, lá fora! 
– rir de tudo 
No riso admirável 
de quem sabe e gosta 
ter lavados e muitos dentes brancos à mostra 


 

Mario Cesariny

 


Sinto-me sentada numa pastelaria.

publicado por Caty. às 17:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24 de Junho de 2011

 

Um dia não tinha nada em que pensar e perguntei: porquê? Logo me responderam, controversos e irritantes: Porque não?

Que maldição! Será possível que não exista solução para o meu problema? Passo a contar-vos a razão da minha pergunta. Quando temos dúvidas e queremos alcançar o silenciado verso da questão perguntamos ao mundo "porquê?"

Ora, o que conta é mesmo a pergunta. A reflexão e a disponibilidade de, sozinhos, numa varanda sem luz a ouvir o vento roçar nas folhas da árvore, vaguear na indeterminada vontade de não saber a resposta. Assim que ela aparece deixa de ser importante. Falta de forças e de desejos de continuar invadem a alma serena. Ah, se um pensamento mais persuasivo me ocupasse a vida como a pergunta me ocupa o momento, era eu alma contente e completa. Mas, sem razão aparente, sou eu mais um porquê milagroso que se pergunta e remove ânsias de dúvidas que navegam em caixões de madeira gasta. Sim, meus caros, morro de medo e tédio que a solidão da questão me torne obssessiva ao ponto de perguntar: porquê? Sim, porquê esta tamanha necessidade de ler nas entrelinhas de uns lábios selados a ouro?

Se retomar, algum dia, a tal varanda nefasta, acudam-me. Perdi o discernimento e já me questionei sobre a vida, sobre vocês e sobre mim. Sobre o ser Humano, sobre o ser Animal. Sobre o ser vida. E aí desmaiei, sem forças para responder: Porque sim.

 

 

 

Caty.


Sinto-me a saltar de nuvem em nuvem.
Música: Edith Piaf - La Foule.

publicado por Caty. às 23:42 | link do post | comentar

Terça-feira, 14 de Junho de 2011

 

Se levemente me tocasses os olhos. Se sorrisses qual alegria fascinante. Se, ao menos, eu pudesse subir a já antiga escadaria de mármore talvez, sim talvez, eu encontrasse paz.

Mas, num decifrar que não perdura, eu crio marcas na areia. Suspiro, perdendo o repentino ataque de alegria. Esse, voando na minha frente, aproxima-se das estrelas e revela-se inútil aos meus passos. Deixo-me cair, sem réstia de força, na areia branca. Marco presença entre as pegadas de desconhecidos. Pergunto-lhes o nome e eles respondem olhares de ternura como se eu fosse deles. E retiro-me. Para mais tarde me apoderar do longo areal que me espera.

 

 

 

Caty.


Sinto-me com alegria.
Música: Yann tiersan - La Plage

publicado por Caty. às 00:30 | link do post | comentar

.Banda Sonora.

MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com
Visitas.
Contador de visitas grátis
Moveis
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Onde é o Outro?

Maldita Normalidade.

Há dias assim.

"Je cherche mon amour"

"No dia em que fiquei ceg...

A vigilante luz do passad...

Todos.

Ser Vitoriana.

Escrever.

Vagueia...

Arquivo.

Março 2014

Janeiro 2014

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

al berto. poesia. prosa. desabafos.

anna karenina. desabafos. literatura. ci

baloiço. ego. desabafo.

cavalo. lusitano. desabafo.

desabafos.

desabafos. admiração.

desabafos. intimismo. eu.

ego. desabafo. gritos.

ego. grito. coragem. desabafo.

ego. saudade.

fado. pensamentos.

gritos.

humildade. justiça. desabafo.

identidade.

intimismo

literatura.

literatura. virginia woolf.

mudança. desabafos. ego. coragem.

pensamentos.

revolução. desabafos. grito. silêncio.

silêncio. ego. paisagem. lá fora.

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds