Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Após uma certa ausência causada por razões que demoraria demasiado tempo a nomear, aqui estou eu.

Há pouco tempo, o meu irmão disse-me que este blog era demasiado triste. Disse-lhe que um dia escreveria aqui uma anedota só para ele. De facto, fiquei desmotivada. A minha escrita é como que um reflexo de mim. Do que sou hoje e fui em tempos. E do que ainda poderei vir a ser. Por que razão é a poesia melancólica? Por que razão é a escrita intimista algo triste? Não vos sei dizer. A única razão que encontro é que provavelmente todos nós somos melancólicos e tristonhos quando nos referimos a quem somos de verdade. Um sorriso é sempre real, não o vou negar. Mas quando escrevemos não é isso que se revela. Há sempre algo mais profundo, que quase sempre é conotado como triste, deprimente. Pelo menos para quem não lê, de facto. Quem se limita a ler o que vê, sem pensar no que está por detrás. A esses não posso, de todo, ensiná-los. Posso apenas confirmar perante todos vós que sou uma pessoa alegre e de bem com a vida. Tenho os meus momentos como qualquer um mas não vivo em constante sofrimento.

Assim, os meus textos continuaram a ser fragmentos de mim e do que sou. Se são demasiado tristes, peço desde já desculpa. Um dia serão alegres. Se assim tiver de ser.

 

Obrigada.

 

 

Até breve.

 


Sinto-me A passear pelo Chiado.
Música: Janis Joplin - Piece of my heart

publicado por Caty. às 17:58 | link do post | comentar

3 comentários:
De Anónimo a 25 de Janeiro de 2010 às 21:31
questionar a felicidade de um automaticamente faz com que esse o cesse de ser


De Borboleta a 3 de Fevereiro de 2010 às 09:47
Julgo que alguém já te tenha dito isto, no entanto penso que nunca é demais relembrar: a escreita é muito subjectiva pois depende da pessoa que a interpretar e depende dos conhecimentos que esse intérprete tiver acerca do assunto.
Acredito que quando escreves, estejas a escrever para ti mas também acredito que quando escreves não tenhas a intenção de que posteriormente alguém vá ler o que escreveste.
Por isso te digo que não deves ter receio com a escrita. Escreve. Aquilo que os outros acham depende de muita coisa.
Tens razão ao dizer que todos nós temos os nossos momentos e isso influencia a nossa escrita. Nuns dias escrevemos algo muito positivo e alegre e noutros dias escrevemos algo muito deprimente e estapafúrdio. Num dia podemos achar que o que escrevemos é estupendo como no dia a segiur pensarmos e perguntarmos para nós próprios "como é que eu fui capaz de escrever isto?"
Por favor, não deixes de escrever!
"Tens um talento nato para a escrita." Nunca te esqueças.


"That's all."


De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2010 às 10:26
Nunca deixes de escrever, seja triste, seja contente, seja divertido, seja trágico, mas nunca deixes de escrever...
Um beijo do mano que te adora.


Comentar post

.Banda Sonora.

MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com
Visitas.
Contador de visitas grátis
Moveis
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Onde é o Outro?

Maldita Normalidade.

Há dias assim.

"Je cherche mon amour"

"No dia em que fiquei ceg...

A vigilante luz do passad...

Todos.

Ser Vitoriana.

Escrever.

Vagueia...

Arquivo.

Março 2014

Janeiro 2014

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

al berto. poesia. prosa. desabafos.

anna karenina. desabafos. literatura. ci

baloiço. ego. desabafo.

cavalo. lusitano. desabafo.

desabafos.

desabafos. admiração.

desabafos. intimismo. eu.

ego. desabafo. gritos.

ego. grito. coragem. desabafo.

ego. saudade.

fado. pensamentos.

gritos.

humildade. justiça. desabafo.

identidade.

intimismo

literatura.

literatura. virginia woolf.

mudança. desabafos. ego. coragem.

pensamentos.

revolução. desabafos. grito. silêncio.

silêncio. ego. paisagem. lá fora.

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds