Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

 

Perdi a minha identidade. Não estou a brincar! Não faço ideia onde possa ter ficado. Lembro-me que procurei por todo o lado. Pensei tê-la visto perto do rio. Retomei a procura. Até hoje, não faço ideia por onde andou. Felizmente para mim, acordei para a esquerda e lá estava. Mal tratada, espezinhada. Tinha rasgos no rosto e um ar triste e negro. Fiquei com medo que morresse. Mas acreditei na força da minha identidade e posso assegurar-vos que está saudável e já brinca comigo.

Por vezes, esconde-se. Deixo-a estar. Aprendi a conviver com ela. Não é timida. Não gosta de pessoas vaidosas. O problema é ela fazer-me rir. É um pouco mal educada, sempre a falar alto, sem medo do tempo. Não parece ter qualquer ligação a mim. No entanto, pertencemo-nos. Não é, por isso, estranho que ela tenha fugido enquanto lia a definição de solidão. Voltou destroçada, com saudades. Sem limites.

Quando nos conhecemos, desprezava-me. Depois, sei que não gostou de mim. Do meu "ar de arrogância, com manias de timida e problemas de calada..."

Renunciava epigrafes, detestava poesia. Hoje, finalmente domesticada, lê todos os dias para mim. Respeita o inicio de cada pensamento. Estranho, deitada no chão, o desassossego com que inicia a canção. Introduz a frase, acrescenta a vírgula, esquece os pontos finais. Por vezes, calo-a. Cansam-me os seus exagerados histerismos que sou incapaz de reproduzir. Ela a face e eu... A face. Nem como opostos nos atraímos e, no entanto, não deixamos de estar uma na outra.

Somos, assim, políticamente incorrectas e abreviamos maus pensamentos. Somos simples no sentir, rápidas no responder e cruéis no divulgar.

 

 

 

Até ao próximo dia de Sol.


Sinto-me sentada à beira mar.

publicado por Caty. às 18:01 | link do post | comentar

1 comentário:
De M. a 1 de Março de 2011 às 04:11
Dei por mim a passear-me pela Internet e com vontade de voltar aqui fiquei. Uma breve pesquisa no Google me trouxe ao teu cantinho e comecei a ler texto a texto, página a página.
Sempre foste um exemplo para mim. Dizia-te sempre que adorava tudo o que escrevias (mesmo que fizesse um esforço enorme para entender qualquer coisinha) e acredita que não o dizia por amizade ou para não te desiludir.
Hoje vim aqui e deparo-me com um esta harmonia de frases. Tento abrastraír-me do facto de te conhecer há coisa de ano e meio no entanto, todas as tentativas são frustradas.
Aquilo que sinto ao ler estes teus textos que tanto insistes 'tagar' como desabafos não é apenas e só empatia. Deixas-me com um sorriso na cara. Não é apenas prazer que sinto quando cá venho. Deixas-me viciada na leitura. E não é fácil alguém deixar-me assim tão entusiasmada e viciada com a leitura. Na verdade (e juro que estou a ser sincera) apenas tu e o grande Al Berto me deixam assim, tão sedenta de querer ler sempre mais.
Prometo que passarei a ser uma visitante mais atenta deste teu cantinho e não falharei um desabafo que seja.
Um pequeno parênteses... ADORO a tua música de fundo. *.*


Com Amor,
A tua eterna Mimi.


P.S.: Continua assim.


Comentar post

.Banda Sonora.

MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com
Visitas.
Contador de visitas grátis
Moveis
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Onde é o Outro?

Maldita Normalidade.

Há dias assim.

"Je cherche mon amour"

"No dia em que fiquei ceg...

A vigilante luz do passad...

Todos.

Ser Vitoriana.

Escrever.

Vagueia...

Arquivo.

Março 2014

Janeiro 2014

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

al berto. poesia. prosa. desabafos.

anna karenina. desabafos. literatura. ci

baloiço. ego. desabafo.

cavalo. lusitano. desabafo.

desabafos.

desabafos. admiração.

desabafos. intimismo. eu.

ego. desabafo. gritos.

ego. grito. coragem. desabafo.

ego. saudade.

fado. pensamentos.

gritos.

humildade. justiça. desabafo.

identidade.

intimismo

literatura.

literatura. virginia woolf.

mudança. desabafos. ego. coragem.

pensamentos.

revolução. desabafos. grito. silêncio.

silêncio. ego. paisagem. lá fora.

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds